OfficeCar.jpeg
Buscar

Conexão esporte & cultura

Venho primeiramente agradecer o convite deste grande colunista Orildo Silveira o Cabeção, para participar deste novo formato de entretenimento e informação para os Palhocenses.

Para iniciar este novo desafio quero que os leitores conheçam minha caminhada nesta conexão entre o esporte & cultura, me chamo Lui Vandré e sou um apaixonado por esporte, atualmente sou presidente da Associação Pura Arte que desenvolve atividades de futebol em varias categorias e ações sociais voluntárias no município de Palhoça a quase 10 anos, e como um grande entusiasta da cultura local e imaterial do nosso Pais, Estou Presidente do GRES Nação Guarani sendo há única escola de samba que representa a cidade de Palhoça no grupo especial das escolas de samba de Florianópolis. Esta conexão entre o esporte e a cultura me motiva, pois ambas fortalecem a cidadania do meu bairro da minha cidade do meu Pais. Pois segundo GRAMSCI: "Esporte é cultura, assim como cultura define o esporte".


E assim partimos para a primeira aventura:


Esporte & culturaem tempos de corona vírus

Como em todas as áreas da sociedade o esporte e a cultura foram afetados pelo distanciamento social provocado pela pandemia do COVID 19. Ambas as categorias estão sofrendo com este "mau necessário" e para reverter ou amenizar este estado de "solidão" entidades promoveram debates como a Associação dos Clubes Amadores de Futebol da Palhoça, ACAPH, utilizando a maior ferramenta de aproximação do momento as tão divulgas LIVES. Este ato partiu da angustia do atual presidente da ACAPH Senhor Rogério Cardoso e o membro da diretoria Nagib de Pierre.

O evento aconteceu na ultima quinta-feira dia 28 de maio, e reuniu vários dirigentes e autoridades do Município de Palhoça entre eles o Prefeito Camilo Martins, vice Prefeito Amaro Junior, representante da Liga de Futebol Amador de Palhoça - LPHF Cleiton Rafael Abreu, como também os representantes do povo os vereadores Rodrigo Quintino, Luciano Pereira, João Amandio, Tavinho e Marquinhos do Pacheco.

O debate percorreu sobre as dificuldades financeiras que as entidades estão enfrentado neste período de distanciamento. Muitos dirigentes relataram que não terão como arcar com despesas básicas como luz e água.

Para enfrentar esta situação foram apontadas varias alternativas. Ficamos no aguardo por boas noticias para os clubes amadores.

Parabéns ACAPH pela iniciativa,juntos somos mais fortes.


Mas onde á conexão com a cultura e esporte neste período de Pandemia?

Como no esporte a classe artística, esta sofrendo com o distanciamento social.

De acordo com os dados do IBGE de 2018 cerca de 5 milhões de pessoas trabalham no setor cultural brasileiro, os profissionais geralmente não possuem um salário fixo, nem tem carteira assinada, atuando de maneira autônoma. E este dado não é diferente em nosso Município.

A classe pede socorro!

Observamos algumas movimentações em nosso município de forma sutil de amparo a estes trabalhadores, algumas campanhas em redes sociais, discursos talvez "politiqueiros", mas nada efetivo que ampare a classe. De outro lado tivemos a grande noticia da aprovação da Lei de emergência Cultural em Santa Catarina. Esperamos que respingue "cultura" para nossos guerreiros tão esquecidos em nosso município.


Temos que pensar, refletir, conscientizar!

O DISTÂNCIAMENTO é necessário!

Nossa VOZ é necessária !

A SOLIDARIEDADE é necessária!

Precisamos juntos pensar em Políticas Públicas para as bases da sociedade!

Desejo a todos saúde, paze conhecimento.


Lui Vandré.

172 visualizações
Rodapé_madri.jpg
Participe da nossa lista de e-mails e não perca as atualizações!

© 2019-2020 Todos os direitos reservados. Orildo Silveira Filho