OfficeCar.jpeg
Buscar

Legalizar ou não legalizar, eis a questão!




Leio sobre o cidadão de Palhoça que ganhou na Justiça o direito de plantar cannabis para fins medicinais e reflito sobre a questão da legalização da maconha.


Primeiro ponto: a quem se deve convencer de que é válido legalizar? Quem usa é a favor, obviamente. A questão é convencer quem não usa. Os mais conservadores jamais serão favoráveis, então, não podem ser público-alvo em uma campanha de convencimento. Restam os não-usuários não-conservadores. Como eu. Como, até hoje, não vi um argumento que me convencesse de que vai resolver a cadeia de problemas que o uso de drogas traz para a sociedade, busquei informações.


Há o argumento da legalização pela legalização, mas não se trata de uma proibição pela proibição, e essa é a grande questão. Há uma razão. Li vários depoimentos, argumentos e reflexões. Nenhum me convenceu, nem de um lado e nem do outro.


Mas o que mais me chamou a atenção foi uma entrevista, na Folha de São Paulo, da neurocientista norte-americana Judy Grisel, autora do livro “Never Enough: The Neuroscience and Experience of Addiction” (em uma tradução minha: “Nunca é o Bastante: a Neurociência e a Experiência do Vício”). Ela faz pesquisa sobre a adição de drogas, e quando perguntada sobre a legalização, declarou: “Se tornarmos tudo legal, o uso vai aumentar, e se não houver mais fundos para educação, prevenção e intervenção, vai ser ruim. Acho que é uma armadilha para quem tem 18 anos. Você não tem chance de achar um emprego, de ter uma ocupação criativa, de comprar uma casa, mas temos aqui um pó que vai te deixar feliz”.


No caso da maconha, ela diz que não é neurotóxica, não danifica o cérebro. Algumas drogas são reconhecidas no cérebro porque imitam um composto natural. Temos nossos próprios compostos parecidos com o THC, só que em doses pequenas. Ainda assim, é “não” para a legalização. Detalhe: ela é uma ex-viciada! Por enquanto, sua tese lidera a minha lista de “quase convencido”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Rodapé_madri.jpg
Participe da nossa lista de e-mails e não perca as atualizações!

© 2019-2020 Todos os direitos reservados. Orildo Silveira Filho